BDBComp
Parceria:
SBC
Planejando o Meio Ambiente Acústico Urbano: Uma Abordagem Baseada em SIG

Maria da Piedade Gomes de OliveiraEduardo Bauzer MedeirosClodoveu Augusto Davis Jr.

desenvolvimento econômico que ocorre nos grandes centros urbanos freqüentemente pode prover urna melhoria na qualidade de vida como conseqüência da maior disponibilidade de serviços. Porém, graves problemas ambientais podem ocorrer, se não houver um monitoramento adequado do licenciamento e distribuição das atividades econômicas. Um controle adequado do impacto ambiental, possível resultado do desenvolvimento econômico, só pode ser efetivado se ferramentas satisfatórias estão disponíveis aos administradores responsáveis pela supervisão formal de ocupação do solo. O ruído é uma das principais fontes de perturbação em ambientes urbanos, e em geral nas grandes cidades representa 70% das reclamações aos órgãos de controle ambientar. Os habitantes de grandes centros urbanos normalmente descrevem o ruído como um fator de grande importância e que afeta a qualidade de vida. Este trabalho descreve um conjunto de ferramentas baseadas em SIG para proporcionar aos administradores urbanos uma metodologia que possibilita a avaliação do impacto acústico dentro do ambiente urbano. Um modelo estabelecendo a correlação entre a distribuição espacial de impactos e as atividades pertinentes é desenvolvido. Esse modelo foi implementado em um protótipo em um ambiente de SIG e usado o banco de dados geográfico de Belo Horizonte que representa a situação de uma típica grande cidade brasileira. Medidas de campo iniciais se comparam favoravelmente com este protótipo e indicam a viabilidade da aproximação proposta

http://www.ip.pbh.gov.br/ANO2_N1_PDF/ip0201piedade.pdf

Caso o link acima esteja inválido, faça uma busca pelo texto completo na Web: Buscar na Web

Biblioteca Digital Brasileira de Computação - Contato: bdbcomp@lbd.dcc.ufmg.br
     Mantida por:
LBD