BDBComp
Parceria:
SBC
Uma análise da associação de co-ocorrência de anomalias de código com métricas estruturais

Carlos E. C. DantasMarcelo de A. Maia

Anomalias de código (code bad smells) foram caracterizadas como sintomas de más práticas de programação que deveriam ser evitadas ou então eliminadas por meio de refatoração. Vários estudos recentes já reconhecem que os danos causados pelas anomalias de código não têm a mesma severidade. Apesar de esses estudos terem sido conduzidos com o intuito de entender a dinâmica do ciclo de vida das anomalias de código, ainda existe pouco conhecimento a respeito de como tais anomalias evoluem nas entidades afetadas, especialmente em relação à questão de como uma anomalia de código em uma entidade pode induzir co-ocorrência de outras anomalias durante sua evolução. Este trabalho estudou a evolução de código de 5 sistemas, analisando 12 tipos de anomalias que foram introduzidas no decorrer das suas respectivas evoluções. Observou-se que 6 interrelações entre as anomalias analisadas foram mais proeminentes, com a anomalia Long Method exercendo influência em todas as interrelações encontradas. Com a presençaa desta anomalia, foi constatado que classes possuem maior acoplamento e menor coesão, além de estarem mais propensos a introduzir novos tipos de anomalias.

http://www.lbd.dcc.ufmg.br/colecoes/vem/2016/004.pdf

Caso o link acima esteja inválido, faça uma busca pelo texto completo na Web: Buscar na Web

Biblioteca Digital Brasileira de Computação - Contato: bdbcomp@lbd.dcc.ufmg.br
     Mantida por:
LBD