BDBComp
Parceria:
SBC
Descoberta de Recursos na Arquitetura ISAM

Sistema de Avaliação, Controle e Apoio Didático - SACAD (Artigo Resumido)

Alberto Egon Schaeffer Filho,Guilherme F. da SilvaCláudio F. R. Geyer

Frederico Kauffmann BarbosaCharles Artur Santos de Oliveira

Através dos estudos realizados nos sistemas de avaliação por computador existentes no mercado, uma ferramenta de auxílio ao professor foi implementada e aplicada em sala de aula. A eficiência e eficácia da relação ensino/aprendizagem, quando comparado com o processo tradicional, foi mantida. O professor pode avaliar o aluno como um todo, ou seja, não só quantitativamente, mas também qualitativamente, uma vez que o sistema o auxiliou na criação, na geração e na correção das avaliações, permitindo o controle acadêmico completo em sala de aula.Em paralelo, foi desenvolvido um módulo de apoio didático, acoplado ao sistema de avaliação, no qual o aluno tinha à sua disposição uma área reservada, cujo acesso se dava através da leitura ótica do crachá, número de matrícula e senha, portanto, uma área exclusiva que fornecia uma série de recursos, tais como: (a) material de aula, no qual encontrava-se disponível todo e qualquer material desenvolvido pelo professor (apostilas, hyperlinks etc); (b) pasta do aluno, uma área com espaço em disco limitado que permitia o armazenamento de arquivos gerados em sala de aula; (c) pasta de provas, acesso a todas as avaliações corrigidas pelo professor para que os alunos revisassem todas as suas falhas e aprendessem com seus próprios erros; (d) prova, área reservada para a realização de avaliações que só se permitia acesso através da liberação prévia do professor; (e) agenda, calendário com as datas de todas as atividades, avaliações e aulas que aconteceram no período letivo acrescidos de conteúdo explicativo para cada item identificado; (f) fórum, área de debates sobre os assuntos abordados em sala de aula e (g) anotações de aula, nas quais o aluno, através de uma área específica, faz apontamentos sobre o que foi abordado em aula.Ao professor, além da manutenção de todos os recursos citados anteriormente e disponibilizados aos alunos, o sistema permitiu a personalização da geração das provas, a saber: (a) matriz identificação, das disposições dos computadores do laboratório; (b) tipos de questões, o sistema solicitava ao professor os tipos de questão (múltipla-escolha, falso e verdadeiro, ordenação etc) que seriam geradas na prova, bem como a quantidade de tipos por prova; (c) graus de dificuldade, pois a prova seria dividida através dos graus de dificuldade de cada questão; (d) tempo, definição do tempo de prova. Essa opção é automática ou manual pois, caso ambas fossem acionadas, o sistema "fechava" automaticamente as avaliações que ainda não tinham sido encerradas.Além de todos esses recursos, o sistema também permitiu a geração de relatórios para análise individual do aluno ou da turma em função das dificuldades identificadas nas avaliações, bem como o mapa de notas de ambos caracterizando no todo, um sistema de avaliação, controle e apoio didático.O Sistema de Avaliação, Controle e Apoio Didático (SACAD), portanto, não ficou restrito apenas à sala de aula, o sistema permitiu acesso remoto uma vez que foi todo desenvolvido para ambientes Web sendo compatível com qualquer sistema operacional e navegador.

http://www.lbd.dcc.ufmg.br/colecoes/rbie/12/2/005.pdf

Caso o link acima esteja inválido, faça uma busca pelo texto completo na Web: Buscar na Web

Biblioteca Digital Brasileira de Computação - Contato: bdbcomp@lbd.dcc.ufmg.br
     Mantida por:
LBD