BDBComp
Parceria:
SBC
Design com Crianças: da Prática a um Modelo de Processo

Amanda Meincke Melo MeloMaria Cecília C. BaranauskasSílvia Cristina de Matos Soares

Modelos, métodos e processos de design em geral têm considerado o sujeito como "usuário" de tecnologia criada para ele a partir de um modelo conceitual de "quem" é e "de que necessita" esse sujeito. Se essa é a realidade no mundo do adulto, mais ainda no caso de tecnologia construída para crianças. Nossa experiência em projetos de pesquisa envolvendo o design de ambientes educacionais com crianças tem mostrado oportunidades e limitações associadas ao design de tecnologia com o envolvimento de crianças no processo de design. Neste artigo, apresentamos um modelo de processo, centrado na participação da criança e comprometido com seus significados para elementos de design, derivado de nossa prática. Esta contribuição visa facilitar a sua apropriação por designers, desenvolvedores e outras partes interessadas no design e desenvolvimento de sistemas e ambientes virtuais para uso da criança. O referencial teórico-metodológico utilizado tem bases no Design Participativo e na Semiótica Organizacional. As técnicas e os métodos que compõem este modelo de processo foram experimentados e adaptados de nossa prática anterior. Models, methods and processes of design in general have considered the subject as "user" of technology created for him/her from a conceptual model of "who" is s/he and "what does this subject need". If this is the reality in the world of the adult, much more in the case of technology constructed for children. Our experience in research projects involving design of educational environments with children has shown the opportunities and limitations associated to design of technology with the involvement of children in the design process. In this paper we present a design process model, centered in the participation of the children and compromised with their meanings for elements of design, resulted from our practice. This contribution aims at facilitating its appropriation by designers, developers and other people interested in design and development of virtual systems and environments for child's use. The theoretical and methodological referential has basis in Participatory Design and in Organizational Semiotics. The techniques and the methods that compose this design process model have been experienced and adapted from our previous practice.

http://www.lbd.dcc.ufmg.br/colecoes/rbie/16/1/004.pdf

Caso o link acima esteja inválido, faça uma busca pelo texto completo na Web: Buscar na Web

Biblioteca Digital Brasileira de Computação - Contato: bdbcomp@lbd.dcc.ufmg.br
     Mantida por:
LBD