BDBComp
Parceria:
SBC
Modelos de Colaboração

Paul Brna

A noção de colaboração parece ser quase que universalmente aceita como sendo uma valiosa maneira de encorajar o acontecer do aprendizado em sala de aula. Entretanto, o termo colaboração é freqüentemente usado como se fosse algo ambíguo ou intencionalmente vago. A literatura sobre colaboração indica que há um grau significativo de discordância. A posição aqui tomada é de que a noção de colaboração é melhor vista como um conjunto de possíveis relações entre os participantes. O termo colaboração então torna-se um conceito genérico que tem que ser contextualizado para definir a relação desejada entre os participantes. A meta desse artigo é apresentar esquematicamente a pesquisa sobre as diferentes relações colaborativas que lançam luz sobre quatro itens chave. Algumas pesquisas em andamento são usadas como exemplo para ilustrar essas questões. Esses exemplos referem-se a trabalhos sobre: um modelo computacional de colaboração feito para estimular o apreender a colaborar (Burton et al, 1997); o uso da colaboração dentro de ambientes de realidade virtual (Brna, 1998; Romano et al, 1998); o uso de um modelo estudantil colaborativo (Dimitrova et al, a ser publicado); e a noção de avaliação colaborativa (Bull e Brna, 1997). The notion of collaboration appears to be almost universally accepted as being valuable as a way of encouraging learning to take place in the classroom. However, the term collaboration is often used as if it were either unambiguous or intentionally vague. The literature on collaboration indicates that there is a significant degree of disagreement. The position taken here is that the notion of collaboration is better seen as a set of possible relationships between participants. The term collaboration then becomes a generic concept that has to be instantiated to define the desired relationship between participants. The goal of this paper is to briefly sketch research into different collaborative relationships that illuminates four key issues. Examples of ongoing research are used to illustrate these issues. These examples refer to work on: a computational model of collaboration intended to support learning to collaborate (Burton et al, 1997), the use of collaboration between virtual reality environments (Brna, 1998; Romano et al, 1998), the use of collaborative student modelling (Dimitrova et al, to appear), and the notion of collaborative assessment (Bull & Brna, 1997)

http://www.lbd.dcc.ufmg.br/colecoes/rbie/3/1/001.pdf

Caso o link acima esteja inválido, faça uma busca pelo texto completo na Web: Buscar na Web

Biblioteca Digital Brasileira de Computação - Contato: bdbcomp@lbd.dcc.ufmg.br
     Mantida por:
LBD